segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Fiquei lá



(e lá ainda estou)

Um pedacinho de mim
Deixei a exatos 1109 km
Ficou lá
Nas risadas fáceis
Nos carinhos amigos
Ficou lá
Junto com a chuva que molhou meu corpo
Em cada metrô, trem ou ônibus que peguei
Ficou lá
Em cada lugar que visitei
Em cada pessoa que abracei
Ficou lá
Na lan house no Jd. Clímax
Em Santo André
Ficou lá
No Oliveira e no Extra
E até em São Caetano
Com as risadas perdidas como eu e o Neto
Ficou lá
No parque Ibirapuera
Com cada Nacional ou Internacional que conheci
Ficou lá
Na rodoviária Tiete
Junto com os últimos abraços chorosos
Nos olhos da Patroa
Nos olhos de cada um
No abraço sem querer soltar-se do Thi,
Nego dono do sorriso mais lindo de Olinda,
Ficou no carinho do Estranho
Que de puto, nos últimos minutos, se fez emo
Eu vim
Mas deixei uma boa parte de mim
Numa cidade chamada São Paulo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário