sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Guerreira


Me recuso a cair
Talvez eu passe a noite chorando
Mas pela manha você vai ver meu sorriso 
Rompendo fronteira
Vencendo batalhas
Não é a primeira 
Tão pouco será a ultima vez
Que caio 
Mas não haverá nenhuma vez
Que eu desista
Que eu não me levante
Levarei mais algumas cicatrizes
Pra nunca esquecer das guerras que venci
Está na minha alma
É mais forte do que qualquer dor
Ser guerreira é só o que sei 


Se é pra morrer: que seja em pé, lutando!